em Noticias

Mais de 25 mil pessoas por dia devem ser beneficiadas pelas obras de adequação das ruas Dr. Diogo de Faria, Borges Lagoa, Pedro de Toledo e Loefgren, no trecho entre as avenidas Domingos de Morais e Rubem Berta. A reforma das calçadas inclui instalação de rampas e piso tátil. As vias foram escolhidas pela Comissão Permanente de Calçadas da Prefeitura de São Paulo por abrigarem importantes instituições de saúde, como o Hospital São Paulo, e entidades voltadas para o atendimento de pessoas com deficiência, como a Fundação Dorina Nowill, Apae, Graacc e AACD. As obras começaram no fim de janeiro pelo lado ímpar da Rua Pedro de Toledo e o primeiro trecho deve ser concluído até o fim de abril.

Um terço de todos os deslocamentos da população de São Paulo é feito a pé. O Estatuto do Pedestre, lei de autoria do vereador Police Neto em vigor desde junho de 2017, colocou o pedestre no centro das decisões políticas. Entre outras medidas, ele incentiva a mobilidade ativa e determina que um terço das receitas do Fundo de Desenvolvimento Urbano (Fundurb), operações urbanas e concessões urbanísticas seja aplicado para atender o pedestre, por exemplo, adequando e iluminando as calçadas e ampliando o tempo para travessia em semáforos.

Postagens Recomendadas

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar