Com 40 votos favoráveis e 10 contrários, os vereadores da Câmara Municipal aprovaram, em sessão plenária realizada nesta quarta-feira (11/12), o texto substitutivo ao PL 647/2019, de autoria do Executivo. O projeto propõe as receitas e despesas da Prefeitura para 2020, orçamento que está previsto em R$ 68,9 bilhões.

Um dos destaques é o aumento de 15,5% nos recursos destinados às 32 subprefeituras da cidade. O valor proposto pelo Poder Executivo era de R$ 1,2 bilhão, mas os vereadores o reajustaram para R$ 1,4 bilhão.

Para o vereador Police, que votou pela aprovação do projeto, essa ampliação da verba para as subprefeituras é positiva, pois será investida sobretudo em áreas de risco. “Mas conseguimos avançar ainda mais em demandas apresentadas pelo mandato. São obras e programas trazidos principalmente pela população mais carente da capital”, explica o vereador. “É o caso da construção de mais de duas mil unidades habitacionais de interesse social na Zonas Norte (Vila Zilda e Lauzane), da UBS Jardim Antártica, da UPA e da Casa de Cultura do Distrito Anhanguera.” O vereador ainda conseguiu emplacar R$ 1 milhão para a reforma da EMEI Parque das Nações, no Jaraguá, e mais R$ 1 milhão para a canalização do Córrego da Rua da Bica, em Parada de Taipas.
O programa Bike SP obteve dotação de R$ 3 milhões. A lei, de autoria de Police, prevê o incentivo ao uso da bicicleta em substituição aos ônibus e veículos com motor a combustão. “Conseguimos incluir ainda muitas outras demandas da sociedade, de obras viárias a investimentos nas áreas de esporte e lazer”, explica o vereador. “Agora é trabalhar e pressionar o governo para que todas essas melhorias saim do papel.” O orçamento ainda precisa passar por mais uma votação em plenário antes de seguir à sanção do prefeito.

Postagens Recomendadas

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar