Skip to content

Cingapura Lauzane ganha nova área de lazer com quadra e parquinho

Completando 25 anos de existência em 2020, o conjunto habitacional do Cingapura Lauzane Paulista, que é residência de aproximadamente 200 famílias, pode, enfim, comemorar a tão aguardada reforma da área de lazer. Com apoio do mandato do vereador Police Neto, que ouviu as demandas da comunidade e destinou emenda no valor de R$ 50 mil no ano passado, foram feitas revitalizações na quadra, na arquibancada e no parquinho. Na quadra, novo piso, alambrado e pintura, além de novas tabelas de basquete e traves de futsal. Do lado de fora, uma nova arquibancada de dois degraus foi construída em paralelo, servindo ainda de contenção à lama que escorria e inundava a quadra nos dias de chuva. No parquinho, o gradil recebeu nova pintura e foram colocados novos brinquedos. O velho gira-gira sem uso deu lugar a um escorregador e os dois balanços que estavam comprometidos também foram trocados.

A síndica de um dos oito prédios do conjunto, Cláudia Machado, que mora no local desde antes da urbanização, pôde acompanhar toda a transformação do condomínio e aprova a reforma. Ela diz que os equipamentos têm sido muito bem aproveitados. “Ninguém usava porque só tinha entulho, sujeira e mato, agora que ficou pronto, a criançada não sai da quadra. O parquinho está sempre sendo usado e até novos vizinhos têm aparecido”, conta.

Claudia também afirma que, além da revitalização da área ter proporcionado o lazer que faltava à comunidade, o constante diálogo com o mandato do vereador Police Neto tem servido de exemplo para despertar o engajamento de outros moradores. “Mudou bastante. Nas primeiras reuniões vinham poucas pessoas e agora percebo que há mais interesse, mais gente atenta participando e procurando seus direitos”, diz.

Antes disso, porém, houve um episódio no conjunto habitacional que pôs em risco a confiança entre comunidade e mandato. Em meados de 2016, quando o vereador Police Neto fez a primeira aproximação com a vizinhança, justamente para atender a mesma demanda hoje superada, uma empresa foi contratada para realizar a reforma na área de lazer. Sempre acompanhada pela fiscalização do assessor parlamentar Fernando Nowikow, que é o maior ponto de diálogo do mandato com a comunidade, foram verificados erros grosseiros na instalação dos equipamentos. “A empresa foi picareta. Queriam colocar coisas usadas, ferro remendado e, mesmo com a nossa cobrança e do Fernando, eles fizeram o que quiseram, então a gente sabe quem é o verdadeiro culpado”, explica a síndica.

O resultado disso foi uma obra mal feita, que em pouco tempo já dava sinais de desgaste, como as traves instaladas, que quebraram, e o piso da quadra, que se desfez rapidamente. “O imbróglio só aumentou a nossa responsabilidade e, ainda que todos saibam que os erros partiram da empresa, firmamos o compromisso de entregar o que a comunidade precisava, por isso fizemos questão de refazer a obra”, afirma o vereador Police Neto. “O resultado está aí. A comunidade reconhece nosso empenho, tem equipamentos de lazer de qualidade e nós pagamos nossa dívida”.

Agora, outras demandas já surgem no radar dos moradores, que contam com confiança do parlamentar para se tornarem realidade. “Precisamos dar mais segurança para as crianças. Uma grade ou um muro no acesso da rua de cima à quadra resolveria”, afirma Claudia, que se preocupa com a presença de usuários de drogas no local. Nesse mesmo sentido, o mandato já levou ao espaço um representante da Ilume, empresa responsável pela iluminação da cidade, para providenciar a instalação de dois novos postes com led, cada um com cinco metros de altura. Os equipamentos devem ser instalados ainda neste ano.

Compartilhe nas redes sociais

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Vereadores rejeitam proposta de Pólice que põe fim aos supersalários

Feiras de Economia Criativa se unem, apresentam protocolo com apoio de Police Neto e serão liberadas na Fase Verde

Pensar e sonhar: propostas para o próximo mandato