Após denúncia do vereador Police Neto, a SPTrans suspendeu licitação para alugar um carro de luxo, “com o mais alto nível de blindagem permitido”, acabamento de couro preto e central multimídia. As propostas de aluguel seriam abertas na última segunda-feira, mas o edital acabou cancelado no dia 15. Police cobrou formalmente o cancelamento após revelar o caso em suas mídias sociais. “É imoral fazer uma contratação desse tipo em qualquer ocasião, mas, em plena pandemia, com a população se espremendo nos ônibus lotados se expondo ao risco de contaminação é inacreditável que esta licitação tenha sido proposta”, disse Police Neto.
Em ofício à SPTrans no dia 15/5, o vereador solicitou esclarecimentos sobre a real necessidade da contratação e cobrou o cancelamento. Police havia revelado a existência da licitação Nº007/2020 no dia anterior. A resposta ao ofício chegou dia 19, avisando do cancelamento publicado no Diário Ofícial do Município na edição de sábado (16/5). A SPTrans não esclareceu porque abriu o edital para o carro de luxo, informou apenas que suspendeu a licitação para “reavaliação do ato”. Para o vereador, a vigilância continua. “Por que, ao invés de fazer a contratação de um carro avaliado em quase R$ 200 mil, os diretores da SPTrans deviam usar o próprio transporte coletivo, carros de aplicativo, SPTáxi ou simplesmente caminhar ou seguir de bicicleta? Eu uso todas essas opções no dia a dia. Os diretores da empresa podem fazer o mesmo, sem prejuízo para o exercício de suas funções.” Police é autor da plataforma Fiscalizando o Busão, que permite aos usuários do transporte público avaliarem os serviços e cobrarem melhorias.

Confira o ofício e, aqui, a publicação no D.O

Postagens Recomendadas

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar