Dois acidentes com pedestres em menos de um mês. Esse é o “saldo” das obras do Plano Emergencial de Calçadas (PEC) na Avenida Santa Catarina, na altura do cruzamento com a Rua Dr. Djalma Pinheiro Franco, onde se concentram uma UBS, uma igreja e um centro comercial. Acúmulo de entulho, falta de sinalização e de circuito alternativo para os pedestres deixaram uma senhora com a perna quebrada e um corte na testa de Antônio Arsênio, de 69 anos, que precisou de sete pontos. Por sorte, ambos foram socorridos rapidamente na UBS Cupecê.

Integrantes do Conselho Gestor da unidade denunciaram os acontecimentos à equipe do vereador Police Neto. Em 2019, o projeto Amigos da Catarina já havia reformulado as calçadas naquele cruzamento, um dos mais perigosos do Jabaquara. Parceria de Police com o escritório Boldarini Arquitetos Associados e CET, com apoio da Subprefeitura do Jabaquara e Associação Comercial de São Paulo – Distrital Centro Sul, a primeira obra do projeto foi executada justamente ali, ao custo de R$ 150 mil, pagos com recurso de emenda parlamentar do vereador. A ampliação das calçadas e adequação do semáforo, que passou a ter três fases,  foram planejados antecipadamente com a comunidade e a equipe da UBS para reduzir ao máximo os transtornos, já que há circulação de ambulâncias e cerca de 400 pessoas atendidas diariamente na unidade de saúde.

“Mas nada disso foi levado em conta em maio, quando a mesma calçada reformada menos de um ano antes foi quebrada novamente”, afirmou Police. “Não faz sentido. E a drenagem também foi ignorada, cimentando uma canaleta para evitar alagamentos.” O vereador alertou formalmente a Sub Jabaquara e a Secretaria de Subprefeituras sobre o problema, mas ainda não houve resposta. “O mais urgente agora é garantir a segurança dos pedestres que precisam passar por ali, já que outros trechos da avenida seguem em reforma.”

Orçado em R$ 200 milhões, o PEC prevê reformar 1,6 milhão de mde calçadas em toda cidade, até o fim do ano. Os trabalhos começaram em dezembro de 2019. Em março, a revista VejaSP publicou reportagem apontando diversos problemas do plano. “É o maior investimento em calçadas feito pela cidade em vários anos e muito importante, mas a fiscalização precisa melhorar urgentemente, sob risco de termos acidentes mais graves que os da Santa Catarina”, afirma Police.

Para saber mais sobre o Amigos da Catarina clique aqui

Postagens Recentes

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar