UBS Morro Doce vai para novo prédio, maior e próximo da atual unidade

A UBS Morro Doce vai passar a funcionar em um novo local indicado pelo vereador Police Neto em parceria com o conselho gestor da unidade. Com cerca de 700 metros quadrados, o imóvel tem aproximadamente três vezes o tamanho do que é usado atualmente para abrigar o equipamento, e está a cerca de 500 metros de distância.

Com a transferência para o novo local, a comunidade do Morro Doce poderá contar com mais conforto e qualidade no atendimento à saúde. “Foram anos negociando com a Secretaria Municipala mudança para este imóvel que tem condições infinitamente melhores de dar à população o que ela precisa”, afirma Police Neto.

Além de pequena e antiga, a casa onde o atendimento à comunidade é realizado hoje não possui a acessibilidade necessária para garantir a segurança das pessoas, principalmente idosos e portadores de deficiência física. “O acesso da UBS é conhecido na região como ‘rampa da morte’, e há vários relatos de acidentes em usuários”, diz.

Ainda não há uma previsão para que a mudança ocorra, mas o contrato entre SPDM (organização social que faz a gestão da UBS Morro Doce) e o locador do imóvel já foi firmado. “O prédio tem de estar vazio até o dia 12 de agosto para que as adequações comecem”, diz Police Neto.

Novo lote de doações de máscaras de acetato chega às UBS Pirituba e Carumbé

Nesta semana, o vereador Police Neto entregou mais um lote de máscaras de acetato doadas por empresários do mercado financeiro e pelo Grupo Unidade a unidades públicas de saúde. Mais resistentes e duráveis, os equipamentos cobrem todo o rosto e protegem com mais eficácia os profissionais que estão na linha de frente expostos aos riscos de contaminação do coronavírus.

Foram entregues 10 máscaras na UBS Parque da Lapa e 20 na UBS Pirituba, na Zona Oeste, além de outras 25 na UBS Carumbé, localizada no bairro de Brasilândia, Zona Norte, o ponto da cidade que tem mais mortes por covid-19, com 123 óbitos registrados até a segunda-feira (11).

De acordo com balanço da Secretaria Municipal de Saúde divulgado nesta terça-feira (12), desde o início da pandemia a cidade de São Paulo já registrou 20 mortes entre os profissionais da área e teve outros 5.571 afastados. “Não podemos deixar nossos técnicos, enfermeiros e médicos desassistidos, por isso nosso esforço em viabilizar doações de equipamentos de proteção a esses profissionais tão dedicados”, afirma Police.

Desde o início do mês passado, o parlamentar também esteve na UPA Perus, UBS Parque Nações Unidas, AMA/UBS Jardim Peri, UBS Lauzane Paulista, AMA Parque Anhanguera e AMA Parque Peruche, além das comunidades do Conjunto Garagem, em São Miguel Paulista, Sol Nascente, na Zona Noroeste, e Heliópolis, na Zona Sul, onde entregou mais de 4 mil equipamentos de proteção, entre máscaras de pano e de acetato.

Novo Hospital
Na segunda-feira (11), a Prefeitura inaugurou, com quatro anos de atraso, o novo Hospital Municipal de Brasilândia, no bairro homônimo, com 20 unidades de terapia intensiva (UTI) e 16 leitos de enfermaria para o tratamento de pacientes com covid-19. Ainda em funcionamento parcial, a unidade contará com 305 leitos quando estiver inteiramente concluída. O Secretário Municipal de Saúde, Edson Aparecido, disse que até o final do mês de maio o Hospital terá 180 leitos, mas não informou quando a obra deve ser concluída.